Se liga no Outubro Rosa

Gostou? Clique e Compartilhe:

ESTILO ANGÉLICA – O ABC DO MELHOR PARA VOCÊ

A psicóloga Ligia Canto destaca campanha de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo do útero

A campanha visa a conscientização através de ações variadas como caminhadas, corridas, peças de teatro, iluminação de monumentos públicos e palestras com o intuito de fornecer informações às mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e colo do útero, bem como o acesso ao tratamento.

No Brasil, foi a partir de 2002 que as campanhas do câncer de mama ganharam relevância e posteriormente, a partir de 2011, houve a inclusão da prevenção do câncer de colo do útero.

ORIGEM – O movimento teve início nos anos de 1980 nos Estados Unidos, quando Susan G.Komen foi vítima do câncer de mama e sua irmã, Nancy Brinker, prometeu continuar a luta contra o câncer de mama. Assim, criou a ONG Susan G. Komen for the Cure e, posteriormente, também o ‘Laço Rosa’ para a Corrida pela Cura. Esta ocorreu pela primeira vez em 1990, em Nova Iorque, fazendo com que o movimento crescesse e ganhasse visibilidade mundial.

EXAMES – A realização do acompanhamento médico anual para o check-up preventivo é o que pode fazer a diferença no diagnóstico e sucesso do tratamento. Hoje em dia, o rastreamento mais eficaz do câncer de mama é o realizado através da mamografia. Esse exame é indicado para mulheres entre 50 e 69 anos e deve ser repetido a cada dois anos. Já o câncer do colo do útero é rastreado por meio dos exames de papanicolau e pela colposcopia, que possibilita a visualização e biópsia do colo do útero.

MULTIDISCIPLINAR

Quando diagnosticadas, as mulheres passam por grande sofrimento psicológico, com períodos de angústias, medos e luto, os quais poderão interferir significativamente na resposta ao tratamento. Ele normalmente será realizado através da mastectomia, quimioterapia e radioterapia, que trarão impacto físico e emocional por comprometerem a imagem corporal e a própria identidade feminina. Daí a importância do trabalho multidisciplinar, onde médicos e psicólogos atuam juntos, para resgatar a harmonia biopsicossocial.

O câncer de mama é causado pela multiplicação desordenada das células da mama. Seus fatores de risco são multifatoriais e entre eles estão a idade, endócrinos/história reprodutiva, fatores genéticos/hereditários e fatores comportamentais/ambientais. Veja os principais sintomas:

1) Formato e tamanho das mamas alterados: o formato pode modificar-se ganhando uma aparência de afundado na parte superior do tumor ou causar um processo de fibrose, a mama pode crescer em função do inchaço ou diminuir por causa da retração do tecido mamário.

2) Pele com textura irregular: a pele fica com uma textura de casca de laranja, pode ocorrer inchaço e vermelhidão, é um processo inflamatório que obstrui os vasos da pele.

3) Presença de secreções ou sangue: pode haver a liberação espontânea de fluídos de coloração amarelada ou com a presença de sangue, indicando que o tumor está alojado nos ductos mamários e está em estágio inicial.

4) Dores, vermelhidão e calor:  esses sintomas de dor, vermelhidão e calor que persistirem além do período menstrual, indicam um estágio onde o processo inflamatório já está em um estágio avançado do câncer.

5) Coceira frequente: geralmente é uma coceira recorrente e persistente, pode significar que o tumor se encontra na superfície.

6) Feridas ou crostas nos mamilos: é um sintoma facilmente visível, nessas lesões ocorre a ruptura da pele, com exposição de tecidos mais profundos.

7) Inversão do mamilo: isto ocorre quando o tumor está localizado atrás da aréola e ao repuxar a pele do mamilo, o faz ficar invertido.

8) Nódulos e inchaço nas axilas: quando houver o aparecimento de nódulos nas axilas, isso indica que o câncer está migrando pelos gânglios linfáticos e que o câncer já está num estágio avançado.

Lembre-se de estar alerta para as mudanças que possam ocorrer no seu corpo, mas o primordial é periodicamente fazer o acompanhamento médico, só assim será possível identificar lesões em estágio inicial.”

Lígia Canto
Ligia Canto
Psicologia Integrativa
Pós-graduação em Acupuntura
Atendimento Online
11-99686-5038
www.instagram.com/psico.ligiacanto

Gostou? Clique e Compartilhe:

Posts relacionados

1 Response

  1. Fidalma disse:

    Adorei ??

Deixe uma resposta para Fidalma Cancelar resposta