Will & Will fala sobre amor, amizade e respeito às diferenças

Compartilhe:

Do mesmo autor de A Culpa é das Estrelas, John Green, em parceria com David Levithan, livro aborda o tema do preconceito

Por Camila Galvez

willewill_vale esteQuem já leu os livros de John Green, famoso pelo belíssimo A Culpa é das Estrelas, sabe que a narrativa consegue ser triste de um jeito alegre. Como isso é possível? Porque suas histórias são sobre temas espinhosos e difíceis, mas contadas sempre com humor sarcástico e perspectiva positiva de encarar a vida. E não poderia ser diferente com Will & Will – Um Nome, um Destino (Galera Record, 352 páginas, R$ 24 em média), escrito em parceria com o escritor David Levithan.

O livro conta a história de dois Will Grayson, garotos que têm exatamente o mesmo nome, o que leva suas vidas a se conectarem, como diz o texto da orelha da publicação. A narrativa se divide capítulo a capítulo entre a visão do Will heterossexual, provavelmente escrito por John Green, e do Will homossexual, que acredito ser narrado por David Levithan, que há anos trabalha com livros sobre a temática da sexualidade.

Após se encontrarem de maneira inusitada em sexy shop de Chicago, suas vidas se entrelaçam por conta de Tiny Cooper, o gigante melhor amigo supergay do Will Grayson hetero, que o apresenta ao Will Grayson gay justo no momento em que ele sofre uma triste desilusão amorosa.

Juntos, os dois Wills acompanham a montagem do musical que conta a história da vida de Tiny e de como ele enfrentou a tudo e a todos para ter o direito de ser quem realmente é. Ao longo da narrativa, eles enfrentam encontros e desencontros para provar que a amizade e o amor são os sentimentos que valem a pena, independentemente da orientação sexual de cada um.

Enquanto o Will hetero descobre o amor e o Will gay lida com a desilusão amorosa, nós leitores acompanhamos e nos apaixonamos pelo Tiny alegre, mas que tem momentos de tristeza ao ter que lidar com o preconceito da sociedade. É a ele que nos afeiçoamos mais ao longo da narrativa, com um clímax fofo que faz a gente se emocionar – prepare o lencinho!

Vale cada linha para fazer acreditar no amor e dar um chega para lá em qualquer tipo de preconceito. Estilo Angélica recomenda.

NOVIDADES

Estilo Angélica indica as principais novidades do mercado editorial para você. Escolha seu livro e boa leitura!

o homem de são petersburgoEm ficção, O Homem de São Petersburgo (Arqueiro, 326 páginas, R$ 26 em média) de Ken Follett, ganha nova edição. Em 1914, a Alemanha se prepara para a guerra e os Aliados começam a construir suas defesas. Ambos os lados precisam da Rússia, que enfrenta graves problemas internos e vive na iminência de uma revolução.

Na Inglaterra, Winston Churchill arquiteta negociação secreta com o príncipe Aleksei Orlov, mas o anarquista Feliks Kschessinsky está disposto a tudo para impedir que seu país envie milhões de rapazes para os campos de batalha de uma guerra que sequer compreendem.

lava jatoEm não-ficção, Lava Jato – o Juiz Sergio Moro e Os Bastidores da Operação Que Abalou o Brasil (Sextante, 400 páginas, R$ 24 em média), o jornalista Vladimir Netto acompanha as investigações desde seu início, em março de 2014, e, como em um livro de suspense, vai revelando, pouco a pouco, os principais desdobramentos que expuseram o maior escândalo de corrupção do País.

À medida que a operação avança, vamos descobrindo quais são os personagens-chave desse processo – doleiros, políticos, empreiteiros e como se articularam para desviar bilhões. Para traçar o perfil do juiz Sergio Moro, fio condutor desta história, o autor se debruça sobre seu trabalho: o vasto conhecimento técnico, as perguntas meticulosas, as sentenças fundamentadas e a coragem de enfrentar a pressão de advogados de renome.

todo mundo tem um anjo da guarda

AUTOAJUDA

Todo mundo tem um Anjo da Guarda (Sextante, 160 páginas, R$ 29,90 em média), de Pedro Siqueira, fala sobre os protetores divinos dos seres humanos. Para o autor, os anjos da guarda são presentes de Deus para todas as pessoas, sem exceção e independente da crença. Muitas vezes esquecidos, ignorados ou até desacreditados, nossos protetores ainda são um mistério para a maioria dos fiéis.

Em seu novo livro, Pedro abre esse universo aos leitores. Partindo de uma visão geral das criaturas celestes, ele explica que é possível ver nossos anjos da guarda e até saber seus nomes. Além disso, mostra como podemos nos comunicar com eles para estreitar os laços com Deus.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário: