Palácio de Mármore abre para baile da Acisa

Previous Image
Next Image

info heading

info content


Foi com certa expectativa que os 300 convidados de baile especial subiram ao último andar do Moinho São Jorge, empresa instalada na Avenida dos Estados. Dois foram os motivos. O primeiro, a importância do evento, que teve como mote o 462º aniversário da cidade. A idealização foi da diretoria da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), reunindo naturalmente nomes de projeção da história da instituição, do mundo empresarial e da classe política, esta representada pelo prefeito Carlos Grana e a mulher, Fátima, primeira-dama e secretária de Inclusão Social.

Oswana Fameli, vice-prefeita da cidade, secretária de Desenvolvimento Econômico e nome atuante entre empresários do segmento educacional do município esteve presente com o marido, Sérgio Fameli. Outros integrantes de secretarias municipais também participaram. Herdeiro de Adib Chammas, idealizador do espaço, Jorge Chammas Neto, presidente das Indústrias Reunidas São Jorge, esteve acompanhado por familiares.

Outro motivo do, digamos, frisson em torno da festa, foi o próprio cenário. O salão de bailes da unidade fabril do Moinho São Jorge, que recebe a carinhosa e justa denominação de Palácio de Mármore, causou deslumbramento.

Paredes revestidas com madeiras nobres, piso de mármore, lustres grandiosos dos anos 50/60, jardim externo com chafarizes, são alguns dos muitos itens que tornam o local emblemático. Diria, até, uma pérola no Grande ABC de uma época que o clã Chammas ergueu o espaço sem economia ao associar design de interiores e  arquitetura.

Não à toa, nos anos 1960, por exemplo, o endereço foi incluído na restrita relação de roteiros do Itamaraty. Pisaram em seu salão figuras ilustres. Entre elas, Dag Hammarskjoed, secretário da ONU (1953-1961). Em 1964, Hailé Selassié, imperador da Etiópia, também esteve lá. João Goulart, Jânio Quadros, Paulo Maluf e José Sarney são nomes da classe política nacional que participaram em recepções no local. O palco, não esqueçamos, recebeu em noite memorável o já consagrado Ray Charles.  O salão, que é aberto esporadicamente, no entanto, não era desconhecido pela totalidade dos convidados da festa da Acisa. Alguns bailaram no salão nos anos 1960, quando o espaço era aberto para festas, muitas dos quais de formaturas.

Transpostos os anos, o jantar da semana passada resgatou parte do glamour e representou um importante passo na retomada de comemorações em grande estilo na cidade. Com show da banda Faixa Nobre, serviço de bufê assinado pelo Baby Beef, a festa contou com fartura de brindes entre os presentes, que aguardam para breve uma nova oportunidade para retornar ao Palácio de Mármore.

Posts relacionados

2 Responses

  1. Obrigado pelas lindas palavras referentes ao jantar de aniversario de Santo Andre , nos da ACISA nos sentimos com dever cumprido.Festa bonita com gente elegante.
    forte abraço.

    • Angélica K. Nicoletti disse:

      Caro Lincoln, foi uma das festas mais elaboradas em tempos recentes no Grande ABC. O local, sem dúvida, é cenário inesquecível, mas o mais interessante é observar que a bem-sucedida festa é resultado de um esforço coletivo da diretoria e funcionários da Acisa. Parabéns e que tenhamos, em breve, mais um evento especial.

Deixe um comentário: