Judoca de Santo André levará a Tocha Olímpica em Sorocaba

Compartilhe:

tocha

“Sinto um enorme orgulho de ter sido escolhido”, conta feliz o judoca Roberto Zuasnabar Machusso, 62, de Santo André, que vai carregar a Tocha Olímpica em 17 de julho, em Sorocaba, Interior de São Paulo, cidade onde residiu.

Machusso dedicará o feito à sua mulher, a andreense Cilmara Jesus. “Ela sempre me apoiou”, explica.

cilmara

Com a mulher e apoiadora, Cilmara, que segura homenagem  após cerimônia

O judoca veterano com a mulher, Cilmara, em homenagem da Coca-Cola para atletas em Sorocaba que levarão a Tocha Olímpica

O judoca com a mulher, Cilmara, em homenagem para atletas em Sorocaba 

roberto machusso_mundial de viena 75_arquivo pessoal

Roberto Zuasnabar Machusso (ao centro) durante o Mundial de 1975, em Viena

O judoca, com 50 anos de profissão, acumula premiações. Vice-campeão mundial, em 76; Prata em 75 e Bronze em 79, nos Jogos Pan-americanos; Ouro em 76 e prata em 78, no Campeonato Pan-americano, campeão dos Jogos Luso-Brasileiros, em Angola e Moçambique, em 70, entre outros.

Roberto aposentou o quimono no ano passado, devido a uma série se cirurgias nas mãos, mas segue como um entusiasta do judô. Carregará a tocha no trecho de Sorocaba, pois lá trabalhou, deu aulas, foi proprietário de academia e ensinou a molecada de comunidades menos favorecidas durante mais de três décadas.

No dia 5 de julho, a Câmara Municipal da cidade será cenário de homenagem aos esportistas que carregarão a tocha olímpica em Sorocaba.

Ao cento, o judoca em treino antes de embarcar para Montreal

Ao centro, o judoca em treino antes de embarcar para Montreal

 

Com colegas de trino, em 2013

Com colegas de treino, em 2013

Posts relacionados

Deixe um comentário: