Filme sul-coreano surpreende com cenas de estratégia e guerra

Compartilhe:

Produção a qual Estilo Angélica assistiu na telinha traz ator britânico no papel de general norte-americano na Guerra da Coreia

Por Camila Galvez

Foto: Divulgação Longa conta com ator britânico

Foto: Divulgação
Longa conta com ator britânico Liam Neeson

Já pensou em assistir a um filme de guerra sul-coreano? Então prepare a pipoca, pois um dos mais recentes lançamentos do serviço de streaming Netflix é Operação Chromite.

O longa metragem foi filmado na Coreia do Sul, aquela cujo regime obviamente autoriza produções culturais, claro, e dirigido por John H. Lee.

A produção se baseia em fatos reais para narrar a história de oito heróis de guerra sul coreanos que se infiltram em meio às forças do Norte, que governam a cidade de Incheon durante a Guerra da Coreia. O objetivo do grupo é garantir informações que permitam o desembarque surpresa das tropas do general Douglas MacArthur (o ator britânico Liam Neeson, de Busca Implacável), norte-americano aliado à Coreia do Sul. A operação, conhecida como Raio X, obteve sucesso e no dia 15 de setembro de 1950, a Coreia do Sul e os Estados Unidos retomaram o controle sobre Seul.

Apesar do papel de destaque do general, o que o filme quer deixar claro é que a vitória na Batalha de Incheon foi garantida pelos próprios sul-coreanos. São eles que arriscam a vida, deixam mulher e filhos de lado e lutam pelo direito de pensar como querem, e não sob a doutrina comunista do Norte.

cartaz-operacao-chromiteO filme é repleto de cenas de ação e guerra dignas de Hollywood. Com ótima fotografia, prende do começo ao fim os apreciadores do estilo.

Pequena crítica ao ator Jung-Jae Lee, que interpreta o líder do grupo de infiltrados Jang, Hak-soo, ex-comunista que perdeu a família na guerra e deixou a Coreia do Norte para se aliar ao exército sulista. Por ser um infiltrado, ele tem expressões vazias que deixam transparecer demais o fato de que ele não gosta de nada daquilo que ouve entre os comunistas.

Preste atenção na emocionante cena de um dos soldados se despedindo do filho bebê e da mulher. Ela é linda e muito bem trabalhada.

No geral, vale a pena assistir ao que tem sido feito fora do circuito norte-americano e europeu de cinema.

LANÇAMENTOS

singPara os pais que querem curtir o cinema com os filhos antes da comemoração natalina, estreia hoje a animação Sing – Quem Canta seus Males Espanta. No filme, um empolgado coala chamado Buster decide criar uma competição de canto para aumentar os rendimentos de seu antigo teatro. A disputa movimenta o mundo animal e promove a revelação de diversos talentos da cidade, todos de olho nos 15 minutos de fama e nos 100 mil dólares de prêmio.

Para assistir com toda a família.

 

minha-mae-e-uma-peca-2E hoje também chega às telonas o filme nacional Minha Mãe é uma Peça 2. Dona Hermínia (Paulo Gustavo) está de volta, desta vez rica, pois passou a apresentar um bem-sucedido programa de TV. Porém, terá que lidar com o ninho vazio, afinal Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Marcelina (Mariana Xavier) resolvem sair de casa. Para balancear, Garib (Bruno Bebianno), o primogênito, chega com o neto. E ela também vai receber uma longa visitinha da irmã Lucia Helena (Patricya Travassos), a ovelha negra da família, que mora há anos em Nova York.

Para chorar de rir no cinema.

Posts relacionados

Deixe um comentário: