Feira da Fraternidade retorna ao calendário de Santo André no fim de semana

Gostou? Clique e Compartilhe:

ESTILO ANGÉLICA – O ABC DO MELHOR PARA VOCÊ


Resgatado pela atual administração, tradicional evento contará com barracas de comidas típicas, exposições e atrações musicais, como Maurício Manieri e Classical Queen; recursos serão destinados às entidades assistenciais


logotipo Aniversário Santo AndréFeira da Fraternidade, um dos eventos mais tradicionais de Santo André, volta ao calendário da cidade neste final de semana, resgatada pelo Núcleo de Inovação Social e pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social. A feira ocorrerá nos dias 27 e 28 de abril, das 12h às 22h, no estacionamento do Paço Municipal.

O evento será um dos momentos especiais da programação do aniversário de 466 anos de Santo André. A entrada será 1 kg de alimento não perecível, destinado ao Banco de Alimentos municipal.

Veja com detalhes como será a Feira da Fraternidade após as imagens (abaixo), que trazem imagens de edições anteriores

Este slideshow necessita de JavaScript.

Feira da Fraternidade, um dos eventos mais tradicionais de Santo André, volta ao calendário da cidade neste final de semana, resgatada pelo Núcleo de Inovação Social e pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social. A feira ocorrerá nos dias 27 e 28 de abril, das 12h às 22h, no estacionamento do Paço Municipal.

O evento será um dos momentos especiais da programação do aniversário de 466 anos de Santo André. A entrada será 1 kg de alimento não perecível, destinado ao Banco de Alimentos municipal.

Serão 50 barracas de ONGs e entidades sociais de Santo André que oferecerão um cardápio variado de comidas típicas de diversos países, como Alemanha, Argentina, Brasil, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Israel, Itália, Japão, Mongólia, Suíça, Uruguai, além de comida árabe, entre outros. Haverá também brechó e artesanatos para arrecadar recursos para os projetos de cada instituição.

 “Estamos a poucos dias da Feira da Fraternidade, que é um momento histórico para a Prefeitura e o município de Santo André, porque estamos trabalhando arduamente com todas as secretarias envolvidas no resgate desse símbolo de suma importância para as entidades assistenciais da cidade. Ao todo, 50 entidades serão atendidas nesta feira, que representarão 17 países com suas barracas”, afirmou a primeira-dama e presidente do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Barreto Serra.

 A feira terá música, alimentação, dança, atividades esportivas, exposições, brinquedos, intervenções artísticas, bar nas alturas, entre outras atividades, com muita cultura e lazer para as famílias. Entre as atrações musicais haverá apresentação do cantor Maurício Manieri no dia 27, às 20h45 e o cover oficial Classical Queen, no dia 28, também às 20h45.

A estrutura contará com banheiros, fraldário, posto médico, espaço kids, espaço pet e tenda coberta com capacidade para 1,2 mil pessoas. “A expectativa com relação à Feira da Fraternidade para nós é muito grande. Além de resgatarmos um símbolo muito tradicional da cidade, ainda temos a oportunidade de propiciar às entidades assistenciais, que realizam trabalho tão importante em nosso município, a obtenção de recursos para ajudar na sua manutenção”, afirmou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Histórico – A primeira edição da Feira da Fraternidade aconteceu em 1971, uma iniciativa de Dom Jorge Marcos de Oliveira, fundador da Feasa (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André) e primeiro bispo da Diocese de Santo André. A ideia era criar um evento que reunisse as entidades sociais e outros vários segmentos como clubes de serviços, poder público, comércios da cidade, entre outros, com o objetivo de arrecadar recursos para o trabalho das entidades assistenciais. A feira durou 24 anos, com 18 edições, sendo a última realizada em 1995. O evento acontecia na Garagem Municipal de Santo André.       

Um mês antes de a feira acontecer era realizado um coquetel de lançamento, no Buffet Padoveze, com a presença de autoridades, patrocinadores e entidades. Nesse momento era entregue todo o material de divulgação. Era realizado um coquetel de encerramento, também no Padoveze, onde eram premiadas as barracas com melhor arrecadação, barraca mais animada, mais decorada, etc. Era o momento também para prestar contas a todos os envolvidos.

Na semana de inauguração acontecia um grande desfile pelas ruas da cidade com carro de som, carro do Corpo de Bombeiros e presença da Miss da edição anterior, muitos bonecos e distribuição de balas para as crianças.

Texto: Daniele Vieira/Fotos: Divulgação/Feasa

 


Logotipo Estilo Angelica 2

Gostou? Clique e Compartilhe:

Posts relacionados

Deixe um comentário: