Dentro do cronograma, obra do Bom Prato avança em São Bernardo

Compartilhe:

Restaurante popular, que vai oferecer 1,8 mil refeições diariamente a custo de até R$ 1, será entregue à população no final de novembro

Vistoria Bom Prato Foto Ricardo Cassin

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, vistoriou nesta quarta-feira (17/10) as obras de implantação da primeira unidade do programa de segurança alimentar do governo estadual, denominado Bom Prato, no município. O restaurante já está em cerca de 30% de construção em área de 650 mil m2 ociosa, anexa ao Poupatempo, na região central. A previsão é que o espaço seja aberto à população no final de novembro próximo, após três meses de obras.

 A visita do chefe do Executivo ao local marcou a superação da etapa de infraestrutura, considerada a de maior complexidade da construção. “Agora, a obra começará a ganhar corpo e, ainda neste ano, quem está esperando há tanto tempo pelo restaurante Bom Prato vai ter a oportunidade de se alimentar por um preço justo. Viemos hoje justamente mostrar que esta obra está andando”, destacou Morando.

 A inspeção também foi feita pelo vice-prefeito, Marcelo Lima, pelos secretários Luciano Eber (Obras), Hiroyuki Minami (Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Trabalho e Turismo), além de Carlos Romero, respondendo pela pasta de Assistência Social, e do presidente do Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância do ABCD (Crami), entidade vencedora de chamamento público para gerenciamento do espaço, Evenson Robles Dotto.

 Quando concluída, a unidade terá capacidade para oferecer 1,8 mil refeições diariamente, sendo 1,5 mil almoços, por R$ 1, e 300 cafés da manhã, a custo de R$ 0,50. Crianças de até seis anos de idade terão a refeição gratuita. O programa garante alimento de qualidade e balanceado, com controle do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital). A unidade de São Bernardo funcionará de segunda à sexta-feira, das 7h às 9h, no café da manhã e a partir das 10h30 no almoço.

 Ao todo, estão sendo investidos R$ 4,1 milhões no local – sendo R$ 2,2 milhões do Estado (R$ 1 milhão para implantação do restaurante e R$ 1,2 milhão para custeio de refeições ao longo de dez meses) e outros R$ 1,9 milhão de contrapartida do município. O Bom Prato foi criado em dezembro do ano 2000 e já conta com 52 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior.

Texto: Carla de Gragnani/Fotos: Ricardo Cassin/PMSBC


ESTILO ANGÉLICA – O ABC DO MELHOR PARA VOCÊ


Posts relacionados

Deixe um comentário: