Brascol recebe jornalistas para conhecer megastore

Compartilhe:
Foto: Divulgação Grupo de jornalistas em confraternização após visita à megastore Brascol

Foto: Divulgação
Grupo de jornalistas em confraternização após visita à megastore Brascol

Existem eventos, pessoas e endereços que são ícones de grandeza quando o assunto são números associados à moda. Entre os exemplos indiscutíveis, pela ordem acima, estão a SPFW, a über model Gisele Bündchen e o Brás. Este é uma referência de consumo, notadamente, de roupas. Para ter uma ideia, o tradicional bairro da Zona Leste chega a receber na semana anterior ao Natal 1 milhão de visitantes por dia. E detalhe: destes, uma parcela significativa é de atacadistas.

Entre as grandes empresas do local está a Brascol, onde o Estilo Angélica integrou grupo de veículos de comunicação em visita à loja, cujas dimensões antecipam que tudo lá é superlativo. Instalada na Rua Maria Marcolina, a megastore ocupa 10 mil m² distribuídos em cinco andares. Foi uma experiência enriquecedora conhecer o funcionamento desse empreendimento, que atende como atacadista para as linhas bebê e infatojuvenil, além de contar para nove marcas próprias.

A Brascol é uma empresa nacional fundada há três décadas por família de origem libanesa que comanda grupo com vários  investimentos no bairro. Entre eles, os shoppings Mega Polo Moda, Total, Fashion Brás e Galeria Tiers; e os hotéis Mega Polo e Total. O grupo também integra projeto para instalação de unidade da Galeria Pagé no bairro, além de investir na revitalização das ruas para propiciar melhorias para a visitação dos consumidores, gerando fluxo na região.

TEMPO E ESPAÇO

A visita foi comandada por Antonio Almeida, superintendente da empresa e executivo com passagens por cadeias do segmento fast fashion. Antes de entrarmos na loja, Almeida apresentou edifício interligado onde funciona shopping de lojas de fábricas, com capacidade para comportar meia centena de expositores de roupas, brinquedos e acessórios. “Fazem parte desse projeto marcas de fornecedores que nos atendem e que agora têm um espaço exclusivo para divulgação e venda. Alguns dos fabricantes terão pela primeira vez uma loja de fábrica”, detalha o superintendente, ao destacar que o projeto arquitetônico é do renomado Júlio Takano.

O Estilo Angélica pôde observar que os espaços são clean e dimensionados para atender com objetividade e conforto a clientela. Mas o que impressionou foi o modelo de negócio. O termo parceria é levado ao pé da letra em um sistema de otimização. Ganham os clientes, aliás, muitos vindos de outros Estados e que precisam organizar com rapidez as compras. Ganham os fornecedores pela exposição estratégica e a Brascol, que reforça tanto a marca quanto a concentração das vendas. Ao contrário de exemplos de negócios de grande porte que atualmente entraram em marca lenta por conta de fatores como falta de agilidade, a Brascol investe em renovação.

Outro exemplo que tornou-se missão é o ganho de tempo com o uso de etiquetas inteligentes (de RFID, ou seja, identificação por radiofrequência). A tecnologia empregada foi destaque de apresentações em eventos em outros países. Segundo Almeida, o sistema proporciona aos compradores maior agilidade e menor tempo no processo de leitura das etiquetas de produtos, diminuição de extravios, além de ser um fator que favorece a fidelização.

Funciona assim: o comprador coloca os produtos em um carrinho de supermercado que, na hora de contabilizar, entra em uma caixa com antenas de radiofrequência. As antenas fazem a leitura do conteúdo em seis segundos, gerando informações, tais como quantidade de peças, preço unitário, preço total, cor.

A Brascol conta ainda com equipe de estilistas que pesquisa tendências em viagens ao exterior para poder atender desejos da demanda cada vez mais exigente no quesito tendências de moda para público de zero a 18 anos. Isso é capítulo para futuro post.

Posts relacionados

Deixe um comentário: