Ana Stoppa assume no dia 20 cadeira na Academia de Letras da Grande São Paulo

Compartilhe:

A escritora, com intenso trabalho voluntário junto às escolas públicas para incentivar o hábito de ler, é autora de 19 livros; o patrono da cadeira é o saudoso escritor e poeta Rinaldo Gissoni, fundador da  Algrasp

Fotos: Divulgação/Ana Maria Stoppa

Fotos: Divulgação/Ana Maria Stoppa

Dia 20 de julho, a escritora andreense ítalo-brasileira Ana Maria Stoppa assume a cadeira de número 9 da Academia de Letras da Grande São Paulo (Algrasp). Mais uma conquista na vida desta mulher plural – advogada, ativista cultural e ambientalista – que tem na carreira 19 livros publicados, entre poemas, pensamentos e, principalmente, literatura infantojuvenil – paixão que já inspirou 60 textos de sua autoria.

Ana Stoppa advoga na área do direito do trabalho, mas atualmente a estrutura de seu escritório também é base de apoio aos projetos desenvolvidos por ela que incentivam o hábito da leitura entre as crianças de todo o Brasil e até fora dele.

“É uma honra muito grande assumir a cadeira. Enviei os meus livros há algum tempo para a análise dos decanos da Academia; é um trabalho sério. Foi com surpresa e alegria que recebi a notícia. Mas sei que nada disso seria possível não fosse o incentivo e dedicação dos meus pais na minha formação; no meu discurso é a eles que dedicarei a conquista”, ponta a escritora para o Estilo Angélica. O patrono da cadeira será Rinaldo Gissoni, escritor e poeta falecido em 2010, um dos fundadores da Academia.

PRIMEIRO LIVRO – Ana explicou ao Estilo Angélica que o gosto pelas letras vem desde pequena, quando ouvia histórias que o avô contava. “Ganhei meu primeiro livro aos 8 anos de minha mãe, A Rainha da Neve”, relembrando um dos clássicos de Hans Christian Andersen. Aos 13 anos, escreveu o primeiro texto, Trapézio. “Os professores também me incentivavam a escrever porque viam a minha habilidade com redação”, recordou. Em Santo André, Ana estudou na escola Carlos de Campos, depois seguiu para técnico em contabilidade na então escola Senador Fláquer e finalmente foi estudar Direito em São Bernardo.

LANÇAMENTO NA ITÁLIA – Em setembro, Ana segue para a Itália, terra de seus avós e bisavós, para lançar mais um livro infantil. A Fada Mirabela e o Sapo Guaraci será o quinto livro editado em italiano. Há também edições lançadas em Portugal e Angola. Nos textos, Ana Stoppa busca incluir nas histórias temas que trazem valores humanos, ao tratar de cidadania, cooperação, amizade, solidariedade, conscientização ambiental, dentre outros.

antologiaA crônica Ecologia, a Natureza pede Socorro, de 1989, foi a porta de entrada de Ana no tema ambiental. E não parou mais. Tanto que criou o projeto Primavera Plante, o Planeta Agradece, em 2012, no qual estimula, através de plantio de árvores e doação de livros de sua autoria, o amor pela natureza e pelos livros. Até o ano passado, 25 mil escolas do País já haviam sido convidadas a participar do projeto através da inscrição de redações dos estudantes. Em 2015, Ana lançou a primeira antologia com 250 redações, fruto do trabalho selecionados entre 2012 e 2015.

crianças com livros

PROJETO AMBIENTAL – “Para este ano temos 500 textos autorizados e o lançamento será o ano que vem, no Dia do Meio Ambiente, em 5 de junho”, antecipou. O projeto alcançou a marca de 47 mil livros doados às instituições de ensino desde abril 2012. “Não apenas envio o livro, eu vou à escola porque as crianças gostam de ter contato com o autor. Quero saber como a publicação será trabalhada”. Todos os estudantes e educadores envolvidos no projeto receberão gratuitamente um exemplar de cada antologia.

doação RonaldMãe de três filhos, mais dois enteados e dois netos, Ana acredita que a participação materna é determinante na formação do futuro leitor. “Acho tão importante ler para criança que  apresentei um projeto neste sentido em congresso no Rio Grande do Sul. Ele consiste em propiciar às gestantes uma formação de pelo menos seis horas sobre a importância da literatura infantil. Isso poderia ser feito em parceria pelas secretarias de educação e saúde. Criança que lê terá vocabulário mais rico, será adulto mais seguro e com poder de decisão. A literatura ensina valores e melhora a autoestima”.

Para quem valoriza o compartilhar como Ana, o projeto parece ter boas chances de se tornar política pública de qualidade. Basta vontade. E isso Ana tem de sobra. Afinal, na vida e nos livros há sempre um novo capítulo a ser escrito.

SERVIÇO:

Solenidade de posse de Ana Maria Stoppa na Academia de Letras do Grande ABC (Algrasp)

Data: 20 de julho de 2017

Hora: 19h30

Local: Sede da Algrasp: avenida Dr. Augusto de Toledo, 255, São Caetano.

PRODUÇÃO LITERÁRIA:livros ana2

  • 1989: Diagnóstico (poesia)
  • 2012: O Silêncio dos Porta-Retratos, (poesia), Editora Alley.
  • 2012: Lançamento do livro Lelé, o Navegador dos Sonhos, Editora Alternativa (infanto-juvenil).
  • 2013: Lançamento na Itália de Mosaici di Sapienza/Mosaicos de Sabedoria; Il Silenzio Dei Portaritratti/O Silêncio dos Porta-Retratos (poesia), Editora Iluminatta.
  • 2014: Primeiras edições dos livros Rafael o Ursinho Guloso; Oração dos Bichos, Estela a Pata Bela, além de novas edições do livro Lelé O Navegador dos Sonhos.
  • 2015: Reedição dos livros infantis e primeira e segunda edições de Fada Verbena a Protetora da Natureza e do A Fada Mirabela e o Sapo Guaracy. Coautora da obra Ecologia è Vita, Edizione Giullia Selvaggi, Itália. Primeira edição de Vida Perene, Pensamentos e Reflexões, Editora Modocromia, Lisboa, Portugal. Primeira e segunda edições do O Rio Que Era Doce, (infantojuvenil), sobre a tragédia ambiental de Mariana, Minas Gerais.
  • 2016: Primeira edição do livro Cristal A Corujinha Cantora e novas edições dos livros A Fada Mirabela e o Sapo Guaraci; Fada Verbena a Defensora da Natureza; Lelé o Navegador dos Sonhos; O Rio Que Era Doce. Lançado o livro Descomplicando a Segurança, com doação de direitos autorais para o CPTran. Pré Lançamento do livro Caó, o Cavalinho de Um Olho Só.
  • 2017: Primeira edição de Cacau O Cachorrinho Legal e de O Ronrom do Bombom. Próximos lançamentos: Aninha A Embaixatriz das Fadas; Fada Soraia e Todas as Cores da Natureza; Tem Gente de Todo Jeito. Participação em antologias editadas no Brasil, Portugal, Moçambique, Itália e Romênia.

Posts relacionados

1 Response

  1. Fidalma disse:

    Parabéns Ana. Sucesso

Deixe um comentário: