Acordes e histórias em palco andreense

Compartilhe:

Previous Image
Next Image

info heading

info content


Ao assistir ao show de Toquinho, a pouquíssimos metros de palco andreense, pude constatar que ele toca com a mesma naturalidade com que respira. É o legítimo caso de músico cujo instrumento é extensão de seu corpo. O repertório, que passeou pelos 50 anos de carreira, foi agregado a histórias que contou sobre parceiros, entre eles Jorge Ben Jor e o mestre Vinicius de Moraes, e encontros com personalidades. Leve e intimista, de fato, o artista é uma memória viva da MPB. A noite contou ainda com a participação especial da afinada Anna Setton, cantora que tem feito duo de voz com Toquinho. Um dos pontos altos do espetáculo foram as execuções de Eu Sei que Vou te Amar e Tarde em Itapuã.

Sobre o público: fãs de gerações variadas, entre as casas dos 20 e a dos 80 anos. Muitos deles, aliás, 400, integravam grupo profissional formado por arquitetos, designers e lojistas associados ao Club&Casa Design, que proporcionou noite de cultura, entretenimento e confraternização no clube Primeiro de Maio. Na plateia ainda estavam nomes do empresariado da região e o prefeito Luiz Marinho, fã do cantor. Após o show,  Toquinho foi convidado pelo staff do Club&Casa para jantar no Estação Leopoldina Parrila, localizado no bairro Nova Petrópolis.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário: